A compressão de coriocapilares correlaciona-se com o fluido subretinal associado a nevo coroidal: análise OCT de 3431 casos

A espessura do nevus de coróide pode influenciar no aparecimento de fluido subretiniano. Nevus com espessura maior que 2.5 mm têm maior chance de levar ao aparecimento de fluido subretiniano do que nevus menores que 1.5 mm.